Aplicativo RG Digital SP

A Polícia Civil de São Paulo lançou o novo RG DIGITAL SP, ele é a versão digital da nova cédula de identidade ou o antigo (RG – Registro Geral).

O serviço agiliza os processos de identificação e permite solicitar segunda via do documento sem sair de casa

Por meio de aplicativo específico, o “RG DIGITAL”, a identidade virtual pode ser baixada e armazenada em aparelho celular, de forma gratuita. O documento digital é Válido em todo o território nacional.

Como o RG Digital é possível carregar a identidade digital no celular e solicitar a 2ª via do documento físico sem sair de casa.

O documento eletrônico não substituirá a necessidade de emissão do RG físico, contudo agilizará processos.

No futuro, o número do RG será unificado em todo Brasil, com o novo documento DNI (Documento Nacional de Identidade). O documento de identidade digital também pode ser chamado de DNI.

 

RG Digital App – Requisitos do Aplicativo

Os requisitos mínimos e requisitos de tecnologia necessários para ouso do RG digital são:

– Ter emitido o RG a partir do dia 14 de fevereiro de 2014
– Possuir numeração do documento vermelha
– Possuir QR Code, ferramenta de escaneamento para celular, no verso do RG
– Estar cadastrado no Sistema Automatizado de Autenticação Biométrica (Abis) da Polícia Civil
– Possuir Android 5.0 e iOs 10, ou ambos em versão superior
– Câmera 5Mpix ou superior
– Conexão de internet ativa

Nessa nova fase, o processo de modernização de identificação do cidadão oferece facilidades, rapidez e conforto para as pessoas.

Poderão ter acesso ao documento eletrônico as pessoas com RG emitido a partir de 04 de fevereiro de 2014, que possuam numeração vermelha, QR Code impresso no verso e estejam cadastrados no Sistema Automatizado de Identificação Biométrica (Abis) da PC.

A base de dados paulista possui cerca de 35 milhões de prontuários biométricos. Em caso contrário, o interessado deve emitir um novo RG para usar a ferramenta.


PASSO A PASSO – COMO INSTALAR RG DIGITAL ?

Com o RG novo em mãos, o procedimento de obtenção do RG Digital é simples.

O RG DIGITAL armazenado no celular, emitido pelo Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), é aceito em todo o território nacional, conforme Lei Federal 7.116/83 e Decreto Federal 9.7278/18.

⚠️ Então, em uma abordagem policial a apresentação do RG DIGITAL deve ser aceita como o documento físico.

O policial poderá, inclusive, verificar sua autenticidade via celular.

O aplicativo RG DIGITAL SP pode ser obtido nas lojas de aplicativos Google Play e Apple App Store.

O aplicativo vai direcionar o cidadão para a “prova de vida”, feita via tecnologia de biometria facial, colhendo a imagem do rosto na tela do aparelho.

Passo 1 – Basta baixar o RG DIGITAL SP, abrir o aplicativo e selecionar a opção “Adicionar RG”, para escanear o CÓDIGO QR do verso do documento em papel, seguindo os passos da tela do celular.

Passo 2  – Insira o número do RG, inclusive o dígito identificador, e toque em “Solicitar”. Na sequência, aceite os termos de uso e a política de privacidade do aplicativo

Enviar pelo WhatsApp compartilhe no WhatsApp

Passo 3 – Toque em “Iniciar reconhecimento” para realizar a verificação biométrica. Siga as instruções do aplicativo quanto à aproximação e ao distanciamento facial da câmera. É importante escolher um local com iluminação adequada para facilitar o reconhecimento

Passo 4 – Após enviar os dados da face, crie uma senha numérica de quatro dígitos e repita a sequência no campo abaixo. É possível também habilitar o leitor de impressão digital para evitar digitar a senha nos próximos acessos

Passo 5 – Toque em visualizar RG para ter acesso ao documento adicionado no celular. O documento também poderá ser acessado a partir da tela inicial, na opção “Minha carteira”

 


Segurança RG Digital SP

Em situações específicas, como troca de aparelho celular ou desinstalação do aplicativo, basta baixar novamente o aplicativo e seguir a rotina para obter novamente o RG DIGITAL.

No entanto, para evitar fraudes, o documento virtual só estará disponível para um aparelho celular, podendo ocasionar bloqueio caso haja tentativa de obtenção em outros aparelhos.

Roubo ou Furto do seu celular

Apesar da existência de sistema de segurança baseado em biometria, senhas e criptografia, que impede acesso a estranhos, o cidadão deve registrar o fato na Delegacia Eletrônica ou pessoalmente nas delegacias de polícia.

Se for extraviado ou quebrado, basta reinstalar o aplicativo e emitir novamente o RG DIGITAL.

 

COMO EMITIR 2ª VIA DO RG FÍSIOU VIA RG DIGITAL SP

O aplicativo RG DIGITAL também permite a solicitação de segunda via do RG FÍSICO (PAPEL), para maiores de 16 anos, com identidade emitida a partir de fevereiro de 2014, com o QR CODE impresso no verso.

Basta abrir o aplicativo e selecionar o botão 2ª VIA DO RG, obedecendo à seguinte rotina:

2ª via de RG DIGITAL – PASSO A PASSO

1 – Insira o número do RG e e-mail válido para contato

2  –  Selecione o local para retirar a 2ª via do RG Físico

3 – Comprove sua identidade e prova de vida através do reconhecimento facial no próprio aplicativo

4 – Siga as orientações de pagamento que serão enviadas no e-mail indicado

5 –  Retire seu documento físico presencialmente no ponto escolhido após 10 dias uteis, apresentando a GARE devidamente paga.

Para pagar a taxa de segunda via do RG, o solicitante deve seguir as instruções para geração da DARE de pagamento, enviadas para um e-mail, após a solicitação do documento pelo aplicativo.

Depois disso, deve acessar o link www.pagamentos.fazenda.sp.gov.br e seguir com as instruções.


RG Digital SP (x) Identidade Digital (DNI)

A Identidade Digital, também conhecida como Documento Nacional de Identidade (DNI), é um registro de identidade unificado.

A Identidade Digital (DNI) deve entrar em funcionamento em todo o Brasil a partir de março de 2021 para os 90 milhões de eleitores que realizaram a biometria.

Será possível unificar documentos como CNH, RG, CPF e Título de Eleitor em um cadastro único, 100% digital.

? Clique Aqui veja mais sobre a Identidade Digital

Este novo modelo é administrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o órgão é responsável por armazenar e compartilhar essas informações com as demais agências do governo.