9 lugares para Apreciar Arte ao Ar Livre em São Paulo

Passeio em São Paulo ao ar livre

Por muito tempo, São Paulo carregou o título de selva de pedra devido à quantidade de prédios e de concreto que compõe as paisagens da metrópole. Mas não é só de cinza que vive SP! Ao andar pelas ruas da cidade é possível se deparar com diversos murais de grafite, que fazem qualquer paulistano(a) se sentir um turista. E o melhor: o ingresso para essas “exposições” é grátis!

Confira 9 lugares para apreciar arte ao ar livre em São Paulo e descubra que os melhores museus da cidade não estão confinados entre quatro paredes:

1- Vila Madalena

Quem anda pelas ruas da Vila Madalena, na Zona Oeste de São Paulo, está propenso a se deparar com belos grafites e murais urbanos – que vão muito além do famoso Beco do Batman. O Beco do Aprendiz, o Beco do Lira, a Praça das Corujas e os arredores entre as ruas Patápio Silva e Medeiros de Albuquerque também são ótimos lugares para apreciar grafite por lá – e fugir das modices.

2- Cambuci

O Cambuci é o berço de grandes nomes que se revelaram talentos da arte urbana de São Paulo. As paredes do bairro são marcadas pelos grafiteiros Os Gêmeos (Gustavo e Otávio Pandolfo), que nasceram por lá e hoje levam seus gigantes amarelos para o mundo inteiro, como Lisboa (foto à esquerda) e Nova Iorque (foto à direita), por exemplo. Comece sua visita pelo muro da Rua Lavapés e aproveite uma tarde agradável pela região!

3- Avenida Cruzeiro do Sul (Museu Aberto de Arte Urbana)

Quem passar pela Avenida Cruzeiro do Sul poderá apreciar as obras do MAAU: Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo. Os grafites decoram as pilastras das estações do Metrô no trecho elevado da Linha-1 Azul, entre as estações Tietê, Santana e Carandiru. São 33 colunas que formam o complexo, que conta com curadoria de Binho Ribeiro, Chivitz e entre outros artistas paulistanos. O motivo principal? Reconhecer o grafite como arte urbana, e não crime.

4- Túnel José Roberto Fanganiello Melhem

Sem dúvidas o Túnel José Roberto Fanganiello Melhem, mais conhecido como “buraco da Paulista”, que liga a principal via de São Paulo às Avenidas Rebouças e Dr. Arnaldo, é um dos locais mais populares quando o assunto é arte de rua. Presente desde a década de 80, com quase 2200m², ele retrata a cultura popular brasileira e está em constante mudança – às vezes segue alguns temas específicos, como em 2008, quando abrigou elementos da cultura japonesa em homenagem aos cem anos da imigração japonesa no Brasil.

5 – Avenida 23 de Maio

Uma das avenidas com tráfego mais intenso da cidade de São Paulo, a 23 de Maio, também conhecida como Corredor Norte-Sul, ficou mais bonita depois te ter sido grafitada por diversos artistas como Os Gêmeos e Eduardo Kobra – só para citar alguns -, dando mais alegria ao trajeto de quem fica preso no trânsito. Alguns murais foram apagados por conta do muro verde instaurado pelo ex-prefeito João Dória, mas ainda é possível apreciar arte a céu aberto por ali.

6- Minhocão

Assim como no MAAU, as pilastras que sustentam o famoso Minhocão (oficialmente conhecido por Elevado Presidente João Goulart) viraram a tela perfeita para artistas paulistanos exporem as suas obras. O local pode ser conhecido a pé, de carro ou de bicicleta, já que, desde 2015, uma ciclovia percorre todo o trajeto.

7- Escadão da Rua Alves Guimarães

Um dos mais novos trabalhos de Eduardo Kobra na cidade de São Paulo é o Escadão da Rua Alves Guimarães, em Pinheiros. A praça, que antes passava despercebida por muitos, ganhou cores e formas e agora abriga a pintura A Doce Bailarina. O bairro, que já era um reduto da arte urbana em SP, agora conta com mais uma obra de arte.

8-  Avenida Paulista

A Avenida Paulista, cartão-postal da cidade, não poderia ficar de fora dessa lista. Entre os vários murais incríveis que cobrem as laterais dos prédios e arranha-céus a seu redor, podemos destacar duas criações de Eduardo Kobra, um dos artistas brasileiros mais famosos neste segmento: o retrato de Oscar Niemeyer, que enfeita uma construção no final da avenida, e o de Ayrton Senna, localizado no cruzamento da Paulista com a Consolação.

9- Avenida Radial Leste

Desde 2014, em uma ação especial para a Copa do Mundo do Brasil, a Avenida Radial Leste, na Zona Leste de São Paulo, se tornou o maior corredor de grafite a céu aberto da América Latina. São 4 km de extensão, que levam obras famosas como os retratos de Cafú, Pelé e Garrincha, além de obras dos artistas Os Gêmeos.